Vídeo exclusivo: Rapaz que matou ex-namorada pode aguardar julgamento em liberdade

Por Igor Rosa

Um ano e quatro meses depois de matar a ex-namorada, Nathália Deen, de 22 anos, a facadas, Mateus Gonçalves,de 23, pode aguardar o julgamento em liberdade. O advogado de defesa do rapaz, Tainan Felix Laskos, entrou com um pedido de Habeas Corpus na Justiça e aguarda o resultado do processo que deve acontecer no prazo de 15 dias.

De acordo com Laskos, Matheus permanece detido em outra comarca no interior do Paraná. “Nós queremos esclarecer tudo que ocorreu no dia dos fatos, por isso algumas teses serão levantadas no dia do tribunal do Júri. No interrogatório ele afirma que lembra ter machucado ela”, disse. “Ele estava muito alcoolizado”, afirmou.

“Em um primeiro momento ele não se deu conta do que havia acontecido. Para ele que nunca teve passagem na polícia, está sendo muito difícil, muito penoso, ele está bastante arrependido”, afirmou. “Matheus está tomando antidepressivos – remédios controlados – para poder suportar a situação, porque o ambiente prisional é muito caótico no Brasil”, concluiu o advogado.

O advogado afirma que o assassinato não foi premeditado.“Em momento nenhum houve premeditação do crime. O que existe é o calor do momento. Houve uma briga entre ele (Matheus) e o irmão da vítima, o que acabou desencadeando tudo”, relatou Tainan.

Sobre o pedido de Habeas Corpus, o advogado disse: “Na visão da defesa, ele não cumpre os requisitos do artigo 312 do código de processo penal para que ele seja mantido preso. Fizemos um pedido ao Tribunal de Justiça e estamos aguardando o resultado”, finalizou Laskos.

Relembre o caso

O caso aconteceu no dia 06 de abril de 2018, na região de Uvaranas em Ponta Grossa. Matheus Gonçalves era ex-namorado de Nathália e na noite do crime ele havia ligado dezenas de vezes no celular da vítima. Depois de uma confusão no apartamento, Matheus matou Nathália a facadas e acabou ferindo gravemente o irmão, que tentou defender a vítima. Ambos eram estudantes de Agronomia da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Matheus segue preso aguardando um Habeas Corpus.

Veja o vídeo exclusivo com a entrevista na íntegra do advogado de defesa:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *