Projeto que proíbe vender bebidas perto de faculdades volta a ser discutido em 15 dias

Por Igor Rosa


Os vereadores de Ponta Grossa discutiram nesta segunda-feira (05), mais um projeto de lei que repercutiu em toda a cidade. Os parlamentares Sebastião Mainardes e Felipe Passos pretendem proibir a instalação de estabelecimentos que vendam bebidas alcoólicas no entorno de faculdades.


De acordo com Mainardes, o projeto de lei é a resposta à população. “Foi uma solicitação da comunidade, principalmente acadêmica; professores que reclamam da ausência dos alunos e principalmente barulhos na região”, disse o vereador. “Vale ressaltar que os estabelecimentos que já existem podem permanecer funcionando”, disse.


O projeto afetará diretamente a concessão de alvarás que, se aprovado, não será cedido para este ramo de atividade nos locais que ficam próximos instituições de ensino superior. Segundo Sebastião Mainardes, esta é a primeira discussão e todas as alterações que beneficiem o projeto poderão ser feitas.


O assunto divide opiniões em Ponta Grossa. Do outro lado estão os proprietários de bares e casas noturnas. “Ponta Grossa é uma cidade universitária e é dever dos representantes do povo incentivar a vinda de estudantes para a cidade. Projetos como este, são um atraso para o desenvolvimento do município”, disse Jorge Roth, proprietário de dois bares, ambos no entorno dos campis da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).


“Os estudantes do ensino superior são maiores de idade e formadores de opinião. Eles têm consciência de suas atividades acadêmicas. Há outras prioridades que nossos vereadores devem discutir, prioridades que sequer entram em pauta na Câmara Municipal”, concluiu Roth.


Durante a sessão de ontem, na Câmara Municipal, o projeto foi retirado para vistas, e volta a ser discutido em 15 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *