Paraná: Mulher tenta entrar na cadeia com celular nas partes íntimas

Fato curioso foi na cidade de Paranaguá-PR

Uma mulher de 20 anos foi presa, na manhã de terça-feira (23), ao tentar entrar no setor de carceragem da Cadeia Pública de Paranaguá com um invólucro contendo um telefone celular e uma ponta de conexão para carregador do aparelho, durante o horário de visitas aos presos.

De acordo com informações dos agentes do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen-PR), o celular estava escondido nas partes íntimas da mulher e foi descoberto durante o procedimento de revista corporal por meio de um aparelho detector de metal.

A mulher foi levada ao plantão da 1ª Subdivisão Policial (SDP), onde assinou Termo Circunstanciado que será encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim) de Paranaguá, para audiência, sendo liberada depois de prestar depoimento. Ela estava indo visitar o irmão, que se encontra preso em cumprimento de mandado por roubo e tráfico de drogas.

Drogas

Ainda na manhã de terça-feira, após a visita dos familiares, os agentes de cadeia do Depen realizaram uma revista em todos os presos que se encontraram com familiares, antes de serem recolhidos ao interior do cárcere. Durante o procedimento, foram encontrados, escondidos nas roupas íntimas de dois detentos, 100 gramas de maconha.

Um dos presos, flagrado com 60 gramas do entorpecente, tinha recebido a visita da sua mãe, e o outro, com quem estava o restante da maconha, havia se encontrado com sua irmã. As duas mulheres negaram que tivessem levado drogas para dentro da cadeia e foram liberadas após serem ouvidas.

Os dois detentos, que estão presos por crimes de roubo agravado e tráfico de drogas, agora irão responder mais um processo por tráfico de drogas.

Com informações do Agora Litoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *